blog

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors
post
experts

blog

Logo oceane
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors
post
experts
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors
post
experts

Qual é a relação entre melasma e alimentação?

O melasma é muito temido por mulheres que se preocupam com os cuidados com a pele. Vem entender como a alimentação influencia nisso!

Flávia Rodrigues

10/10/2022

4 min de leitura

Flávia Rodrigues

4 min de leitura

melasma destaque

Hoje você vai aprender tudo sobre melasma e o impacto direto da alimentação!

Mas, primeiro de tudo…

O que é o melasma?

O melasma é uma condição dermatológica crônica, não tem cura, mas tem tratamento. Tem como característica uma cor mais escura da pele, podendo afetar regiões como: face, colo e também braço.

A causa do desenvolvimento não é muito clara, mas sabe-se que diferentes fatores podem estar envolvidos, como:

  • Genética;
  • Alta exposição a radiação ultravioleta (UV);
  • Cosméticos;
  • Alterações hormonais;
  • Medicação;
  • Gestação.
melasma pele

Considerando os diferentes fatores atrelados, é de extrema importância que o cuidado e tratamento sejam combinados com estratégias tópicas e também via oral.

Quando o assunto é cuidado com a pele, temos que nos atentar a um fator: INFLAMAÇÃO e EXCESSO DE RADICAIS LIVRES (ROS).

O excesso do estresse oxidativo pode acarretar em alterações celulares, contribuindo para o envelhecimento celular precoce e melasma. Por isso, é essencial que haja proteção contra raios UV de forma tópica e oral.

+ Qual é a relação entre pele e ciclo menstrual?

Você já ouviu falar em fotoproteção oral?

Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD-SP), fotoprotetor oral é um produto composto por substâncias que possuem como função primordial a diminuição dos efeitos da radiação solar sobre a pele.

Dentre eles, podemos destacar alguns nutrientes e substâncias que encontramos através da alimentação, como:

  • Betacaroteno (encontrado na cenoura);
  • Luteína (encontrado na gema de ovo);
  • Licopeno (encontrado no tomate);
  • Vitamina C (encontrado em frutas cítricas, como kiwi, laranja e vegetais como pimentão);
  • Vitamina E (encontrado no abacate, castanhas, azeite de oliva);
  • Ácido clorogênico (encontrado no chá-verde).
chá verde

Vale ressaltar que a utilização dos nutrientes de forma tópica não substitui a necessidade de aplicação do protetor solar de forma tópica.

+ Vitamina C: entenda porque você precisa dela!

Alimentação e pele

Para uma proteção da pele eficiente é necessário um aporte adequado de antioxidantes, importante caprichar nas cores presentes no prato, além de um olhar focado no controle do estresse e também cuidados com o intestino para manejo da inflamação.

Chás X Melasma

Alguns chás podem ser utilizados no ritual de cuidados para o melasma, atrelados a outras estratégias de cuidados tópicos e via oral.

1. Chá de moringa (Moringa oleifera)

É uma árvore de ervas nativa do sopé do sul do Himalaia, no noroeste da Índia.

Esta planta tem sido historicamente usada na medicina ayurvédica para o tratamento de inflamação por conta da suas propriedades antioxidantes.

2. Chá verde (Camellia Sinensis)

Bebida milenar de origem chinesa, que é amplamente consumido em muitas partes do mundo. Além de uma ampla literatura relacionada às suas atividades anti-inflamatórias.

Vale ressaltar que antes de incluir na rotina, que seja consultado o profissional que te acompanha 🙂

Para saber mais sobre os cuidados com a pele para prevenir o melasma, confira:

+ Por que o protetor solar é importante?

Até a próxima!

compartilhe