blog

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors
post
experts

blog

Logo oceane
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors
post
experts
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors
post
experts

Pele desidratada: sintomas e como tratar o ressecamento

A desidratação na pele é uma condição temporária que pode ser revertida facilmente. Clique aqui para descobrir três passos simples para fazer isso!

Redação Océane

09/02/2024

6 min de leitura

Redação Océane

6 min de leitura

rosto de uma mulher desidratada

Que atire a primeira pedra quem nunca ficou incomodado com a epiderme descamando, repuxando e com aquela textura áspera. Esses são sinais clássicos de uma pele desidratada, algo que pode ocorrer tanto no rosto quanto no corpo inteiro.

rosto de uma mulher desidratada

A gente sabe o quão desconfortável é estar com a pele ressecada e sensível, mas existem várias formas para acabar com o problema. No post de hoje, iremos te contar outros sinais da pele sem hidratação, causas e tratamentos eficientes que você pode realizar em casa. Confira!

Quais os sintomas de uma pele desidratada?

A desidratação na cútis é uma condição temporária e facilmente reversível que afeta todos os tipos de pele. São inúmeros fatores externos e condições corporais que impedem a retenção da quantidade ideal de água para manter a hidratação da pele. Quando esse processo ocorre, a epiderme emite vários sinais, os principais são:

  1. Repuxamento;
  2. Textura áspera;
  3. Descamação;
  4. Sensibilidade;
  5. Irritação na pele;
  6. Coceira;
  7. Surgimento de linhas finas.

A sensação de estar com a pele muito seca e sensível não é nada agradável, não é? Mas os sintomas podem ser agravados se nada for feito. Por isso, é muito importante redobrar os cuidados com a cútis para restaurar a umidade necessária para promover a saúde da pele.

Quais são as causas para a pele ficar ressecada e sensível?

A pele desidratada não chega nessa condição à toa, existem diversos fatores externos e corporais que dificultam a retenção de umidade na epiderme. As causas mais comuns do ressecamento temporário são:

  • Condições climáticas: tempo seco, vento e clima frio;
  • Banhos excessivos e/ou muito quentes: a água aquecida remove os óleos naturais da pele;
  • Cosméticos inadequados: sabonetes com formulações agressivas;
  • Exposição solar excessiva: permanecer muito tempo no sol sem proteção;
  • Falta de hidratação: ingestão insuficiente de água;
  • Má alimentação: alimentos pobres em nutrientes;
  • Fatores genéticos: a predisposição genética também influencia na desidratação.

Por que a barreira cutânea é tão importante para nossa hidratação?

Temos certeza que você já ouviu o termo “barreira cutânea” em algum momento da sua vida, mas sabe o que significa? Nada mais é do que uma camada protetora externa da pele que desempenha um papel crucial na manutenção da hidratação e na prevenção da perda de água.

Quando a barreira cutânea está comprometida, a epiderme fica mais suscetível à desidratação. Todo esse processo gera aqueles sintomas que citamos antes: repuxamento, irritação, sensibilidade e coceira.

mulher passando hidratante em seu rosto

3 formas de hidratar a cútis na rotina

Diferentemente da pele seca, a desidratação é uma condição temporária, basta redobrar alguns cuidados na rotina para devolver a saúde e a beleza à cútis. Se você não sabe por onde começar a fazer isso, vamos te mostrar agora. Selecionamos as maneiras mais práticas e eficientes para tratar e evitar a desidratação no corpo e no rosto. Vamos lá!

1. Mantenha uma rotina de cuidados com a pele

Não tem como falarmos de pele saudável e viçosa sem citarmos o skincare. A rotina de cuidados para uma pele perfeita ajuda a devolver a hidratação perdida, além de fortalecer a barreira cutânea. De forma simplificada, a prática traz quatro etapas essenciais: limpeza, tonificação, hidratação e proteção.

Juntos, todos esses passos agem para evitar a perda natural de água e estimulam a retenção do líquido em quantidade ideal para hidratar sem deixar a pele oleosa ou pegajosa. O skincare vai além de ajudar a hidratar a epiderme rapidamente, mas gera bons resultados a médio e a longo prazo — um sonho!

creme para hidratar a pele com probióticos

2. Beba a quantidade de água recomendada

É claro que não podemos deixar de citar a solução mais eficaz para combater a epiderme desidratada: beber água. O nosso corpo precisa desse líquido para manter o funcionamento do organismo, mas também para manutenção da beleza das nossas unhas, cabelos e pele.

A quantidade ideal de água que devemos tomar muda muito para cada indivíduo, mas existe uma fórmula para calcular o número exato para o seu corpo:

35 x seu peso

O cálculo soma 35 ml de água para cada quilo. Vamos para um exemplo prático, se você pesa 70 kg, a conta ficará assim: 35 x 70 = 2,450 litros por dia. E aí, quanto deu o seu?

3. Use hidratantes adequados para seu tipo você

Escolher os produtos ideais para você é essencial para aumentar os resultados da sua rotina de skincare facial e corporal, isso ocorre porque cada tipo de pele tem uma necessidade. Por exemplo, peles oleosas precisam de ativos para controlar a produção de sebo, enquanto epidermes secas necessitam de ingredientes que aumentem a produção dos óleos naturais.

creme facial

Para te ajudar a encontrar o hidratante ideal para você, selecionamos os principais ativos e necessidades dos tipos de pele:

Hidratação para pele seca

Aqui, a epiderme tende a ser áspera, escamosa e propensa a linhas finas. Por isso, opte por hidratantes com extrato de pérola, ácido hialurônico, glicerina, ceramidas e óleos naturais, como óleo de jojoba ou amêndoa. Escolha sempre texturas mais cremosas.

Hidratação para pele oleosa

Tem presença de poros dilatados e de acnes. Os ativos mais recomendados para cútis oleosa são hidratantes com ácido salicílico, ácido hialurônico e niacinamida. Escolha hidratantes oil-free e sem comedogênicos, além de optar por texturas em gel ou loção leve.

Hidratação para pele mista

Aqui, a epiderme combina áreas oleosas e secas, por isso, são recomendados hidratantes que combinam ativos para equilibrar a pele. Escolha produtos de skincare com textura em gel ou loção.

Hidratação para pele sensível

A epiderme é propensa a vermelhidão, irritação e reações alérgicas. Selecione dermocosméticos hipoalergênicos sem corantes. Ingredientes como aveia coloidal, aloe vera e ceramidas podem ser suaves e calmantes — a escolha ideal!

Hidratação para pele normal

Nem oleosa nem seca, essa cútis é equilibrada. Por isso, se adapta bem a uma variedade de texturas e ingredientes. Escolha um hidratante que ofereça equilíbrio sem excesso de óleo ou peso, como hidratante com vitamina C.

creme para hidratar a pele com vitamina c

A pele desidratada é uma condição temporária revertida facilmente ao redobrar os cuidados com a hidratação da cútis. Neste post, você descobriu como fazer isso de maneira prática mesmo em rotinas agitadas. Aproveite para entender quais cuidados ter com a epiderme corporal e facial. Até logo!

compartilhe