blog

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors
post
experts

blog

Logo oceane
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors
post
experts
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors
post
experts

Estrias: o que causa, como amenizar e tratar

As estrias são cicatrizes que surgem depois da pele ser esticada e romper as fibras de colágeno. Quer entender melhor as causas e tratamentos? Vem cá!

Redação Océane

04/05/2023

6 min de leitura

Redação Océane

6 min de leitura

modelo mostrando estrias brancas

Sabe aquelas marquinhas que aparecem na pele quando a gente cresce, engorda ou passa por uma gravidez? Pois é, essas são as estrias. Elas podem ser vermelhas ou brancas e aparecem em áreas como barriga, coxas e bumbum.

Acontece que a pele é esticada rápido demais e isso danifica as fibras elásticas e de colágeno, deixando a marca. Além disso, o uso prolongado de corticoides também pode contribuir para o aparecimento das estrias. Mas não precisa se preocupar, existem tratamentos disponíveis para minimizar a aparência delas.

Vamos entender melhor as causas, os tipos, as práticas de skincare corporal e alguns produtinhos que ajudam com o tratamento? Então continue a leitura deste post completinho que a Océane preparou!

modelo mostrando as estrias brancas em sua pele

 

O que são estrias?

As estrias são danificações na pele que ocorrem quando há um esticamento da pele que ocasiona o rompimento das fibras elásticas e do colágeno, causando essas cicatrizes.

Elas podem ser de várias cores, tipo vermelhas, roxas ou brancas e aparecem nas partes do corpo que esticam rapidinho, como barriga, pernas, bumbum e peitos. Muita gente tem estrias, é algo natural do corpo humano, mas elas são chatinhas, não é mesmo?

Mesmo que não causem dor, para as pessoas mais preocupadas com a aparência, elas são terríveis.

Tipos de estrias

O que nem todos sabem é que existe mais de um tipo de estria, tendo cada uma delas um estilo de tratamento diferente, justamente pela fase de maturação que se encontram. Então vem cá entender um pouco mais sobre as 3 principais:

Entendendo a estria vermelha ou roxa

As estrias vermelhas são um tipo de estria nova que ainda não se curou. Elas aparecem quando a pele se estica muito rapidamente, como quando a gente cresce rápido ou ganha peso.

As estrias vermelhas são chamadas assim porque ficam avermelhadas ou arroxeadas, já que os vasos sanguíneos ficam mais visíveis. Para quem pensa em ser mamãe, são os casos mais comuns da gravidez.

 

pele com estrias vermelhas

 

 

Como ela ainda não se curou, ou seja, não ficou branca, é bom tratá-las logo no aparecimento. Assim, é mais fácil de tratar e evitar que fiquem mais visíveis. Mas não se preocupe, muita gente tem estrias vermelhas, e elas não são perigosas, ok?!

Para quem não sabe, as estrias roxas e vermelhas são a mesma coisa, elas estão na mesma fase de maturação. O que varia de pessoa para pessoa é o tom da cicatriz na superfície da pele.

Entendendo a estria branca

As estrias brancas são um tipo de estria que já passou por um processo de cicatrização. Elas aparecem quando as fibras de colágeno e elastina da pele se rompem e depois se curam, formando uma marca branca ou prateada.

As estrias brancas são comuns em pessoas que tiveram estrias vermelhas e não trataram, ou em quem teve a pele esticada muito rápido.

Sabe aquelas estrias que aparecem no quadril quando passamos pela puberdade? Elas geralmente são branquinhas, porque o processo de rompimento e cura acontece muito rápido.

 

pele com estrias brancas

 

 

Ah, elas também não causam nenhum mal para a saúde — é um processo totalmente natural — no entanto, o tratamento é um pouco mais complexo, devido à fase em que elas se encontram.

Leia também: Dicas e ativos que auxiliam na renovação celular!

Quais são as causas das estrias?

Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia, as estrias aparecem na pele como marquinhas em linhas, rosadas ou cor da pele, que podem ficar mais elevadas ou afundadas com o tempo. Com o passar dos dias, as estrias podem se tornar brancas com diferentes tamanhos e grossuras.

Elas costumam aparecer nas nádegas, coxas, abdômen e costas e podem surgir por diferentes razões, como crescimento rápido na adolescência, exercícios físicos intensos, gravidez, obesidade e até mesmo uso prolongado de certos medicamentos (como os corticoides e algumas pílulas anticoncepcionais).

Ou seja, as estrias são resultados de uma distensão excessiva ou abrupta da pele, que acaba rompendo as fibras elásticas e de colágeno e desencadeando uma inflamação. [1]

Tratamento para estrias

O tratamento para cada tipo de estria é diferente, visto que as cicatrizes vermelhas e roxas estão em uma fase mais “recente” e seus cuidados são mais aplicados. Já as estrias brancas estão curadas e maduras, por isso, exigem um tratamento mais intenso e complexo.

Para as estrias vermelhas, você pode optar cosméticos que contenham:

  • Retinol ou vitamina A: estimulando a produção de colágeno e a renovação celular; 

    sérum com retinol e niacinamida ao lado de seu conta-gotas que serve para amenizar estrias

     

     

  • Vitamina C: estimulando a produção do colágeno e clareando manchas; 

    duas embalagens de séruns de vitamina C, ácido ferúlico e ácido salicílico

     

     

  • Ácido hialurônico: por sua ação super hidratante; 

    modelo segurando um sérum facial com ácido hialurônico

     

     

  • Ácido glicólico: devido ao efeito de peeling químico.

Você também pode buscar tratamentos estéticos como o laser, radiofrequência e microagulhamento, beleza?!

As estrias brancas são mais complicadas, pois elas já foram curadas pelo seu organismo, então, não há fluxo sanguíneo nas cicatrizes. Por isso, precisam ser amenizadas com tratamentos intensos e sessões com ácido retinoico, microagulhamento e laser.

É importante procurar um dermatologista para entender qual a melhor solução para o seu caso, ok?!

Como prevenir as temidas estrias?

Para evitar o surgimento de estrias, é importante cuidar da pele e mantê-la sempre hidratada e saudável. Alguns hábitos que podem ajudar incluem comer bem, se movimentar com frequência e evitar mudanças bruscas no peso. Você também pode adotar uma rotina de esfoliação corporal para estimular a renovação celular.

Manter a pele saudável e hidratada é importante para prevenir estrias, mas existem também alguns ingredientes amigos da pele que podem ajudar. O ácido hialurônico, por exemplo, é um aliado na hidratação da pele, enquanto a vitamina E é uma opção antioxidante que ajuda a evitar danos às fibras elásticas e colágenas.

 

loção hidratante corporal sobre pinceladas do próprio produto

 

 

Cuide-se para prevenir essas cicatrizes tão chatinhas. Se elas aparecerem, não se desespere: elas são super normais e tem como amenizá-las. É só procurar o tratamento ideal para o seu caso, ok?!

Aproveite e leia nosso post sobre os cuidados com a pele no pós-parto que trata desde estrias até outros tipos de cuidados. Te esperamos lá!

Referências

[1] SOCIEDADE BRASILEIRA DE DERMATOLOGIA. Estrias. [2023]. Disponível em: https://www.sbd.org.br/doencas/estrias/. Acesso em: 22 abr. 2023.

compartilhe