blog

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors
post
experts

blog

Logo oceane
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors
post
experts
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors
post
experts

Espinha inflamada: o que é, tratamento e como evitar

A acne interna se forma igual à acne normal, mas sem aquela parte branca exterior. Clique para descobrir o que é e como tratar a espinha inflamada.

Redação Océane

21/03/2024

6 min de leitura

Redação Océane

6 min de leitura

mulher espremendo espinha inflamada no rosto

mulher espremendo espinha inflamada no rosto

Você pode conhecê-la por vários nomes, como espinha interna, acne inflamatória ou espinha inflamada. Independentemente da nomenclatura, estamos nos referindo ao mesmo problema: aquela vermelhidão chata que incomoda e interfere no aspecto visual de todo o nosso rosto.

A espinha inflamada passa pelo mesmo processo de surgimento do que a acne, no qual os poros ficam obstruídos por impurezas, sebo e células mortas. Por aqui, desvendaremos como identificar, causas e tratamentos para dizer adeus às acnes inflamatórias, confira!

Como identificar uma espinha inflamada?

A acne inflamatória não tem aquela parte branca que fica visível nas espinhas convencionais, sendo assim, tudo o que podemos ver são as inflamações internas, que podem ser sentidas e vistas como:

  • Inchaço na região;
  • Desconforto e sensibilidade;
  • Coceira na área;
  • Vermelhidão;
  • Ardência ao entrar em contato com cosméticos;
  • Presença de pus em casos mais delicados;
  • Dor no local.

O que leva uma espinha a ficar inflamada?

Existem vários mitos sobre as espinhas, mas a verdade é que as causas para o surgimento de uma acne são variáveis e muitas delas você já deve conhecer: obstrução dos poros com sebo, células mortas e impurezas, proliferação de bactérias, inflamações, alterações hormonais, fatores genéticos e estresse.

É frequente ter vários episódios de surgimento de uma ou mais acnes internas no rosto. Nesses casos, seguir uma rotina de cuidados com o seu tipo de pele e construir hábitos saudáveis são verdadeiros salvadores quando o assunto é interromper essa frequência.

Tem como acabar com espinhas interna rapidamente?

Acabar com a espinha interna pode ser desafiador, já que as lesões estão localizadas apenas na parte interna do rosto. Mas calma, difícil não quer dizer impossível, viu?

A melhor escolha é investir em produtos secativos, como adesivos com ácido salicílico e loções secativas que unem poderosos ativos, como ácido salicílico, cânfora e calamina.

Além disso, vale reforçar aquelas dicas bem populares: não coce, não esprema e não tampe a região. Caso o incômodo seja grande, faça uma compressa quente com água e reforce a limpeza da derme nesses dias. Por fim, não se esqueça do protetor solar, claro.

5 passos para tratar espinhas inflamadas

Manter uma rotina de cuidados com a pele do rosto é essencial para tratar e prevenir o surgimento de todos os tipos de acne. Por isso, siga os passos primordiais do skincare facial diariamente, sendo a limpeza, a hidratação e a proteção primordiais. Selecionamos passos personalizados para você cuidar da acne inflamada em casa. Já se prepare para printar todas essas dicas incríveis!

1. Faça uma limpeza suave no rosto

A limpeza não pode ficar de fora da sua rotina se você quiser se livrar, de uma vez por todas, das acnes internas. Isso ocorre porque o surgimento das espinhas está relacionado com a obstrução dos poros, seja por células mortas ou outras impurezas.

Aliás, essas sujeiras impedem a passagem natural de sebo, o que faz com que esse óleo fique acumulado. O resultado você já conhece: espinhas. E a limpeza impede que toda essa sujeira se acumule nos poros, evitando a formação de inflamações.

Você pode explorar técnicas do skincare coreano para potencializar a higienização da face, como o double cleansing. Esse método usa duas etapas de limpeza, uma com um limpador à base de óleo e outra de água.

produto da oceane para acne

2. Aplique compressas quentes no local

As espinhas são tudo de ruim, a gente sabe. Afinal, prejudicam o visual do nosso rosto e causam um baita desconforto na região. Para melhorar esse incômodo, existe uma solução caseira e bem prática: a compressa quente de água.

Basta deixá-la em cima da lesão cutânea que a mágica acontece. Além do alívio da dor, essa etapa ajuda a aumentar a circulação sanguínea, reduzir a inflamação e prevenir as infecções, pois o calor é capaz de matar as bactérias presentes na área lesionada.

3. Use produtos de skincare com ácidos específicos

Os ativos de skincare são como super-heróis para o nosso rosto, porque são ingredientes que contêm propriedades específicas para cuidar dessa parte da pele. No caso das espinhas, os melhores ácidos são:

  • Ácido salicílico: dissolve o excesso de óleo e as células mortas da pele;
  • Ácido glicólico: remove as células mortas e desobstrui os poros;
  • Ácido azelaico: reduz a proliferação de bactérias associadas à acne e diminui a inflamação;
  • Ácido hialurônico: previne a produção excessiva de sebo e equilibra a hidratação da derme;
  • Ácido retinoico: regula a renovação celular e previne a obstrução dos poros.

 

mulher aplicando gel secativo de espinhas no rosto

4. Hidrate a pele todos os dias

Talvez, você nem sinta, mas sua pele perde hidratação todos os dias, isso ocorre porque existem inúmeros agentes naturais que sugam a água da nossa derme. A poluição, a exposição ao sol e o clima seco são ótimos exemplos disso.

Por isso, é essencial hidratar a pele diariamente, mesmo as acneicas e as oleosas. Os melhores hidratantes faciais têm composições poderosas que equilibram a produção de sebo, previnem a obstrução dos poros, mantêm a saúde da barreira cutânea e reduzem as inflamações do rosto.

5. Evite espremer as inflamações

Essa você já está cansado de saber, mas também apostamos que continua fazendo, não é? Espremer as espinhas agrava muito a inflamação, por isso, contenha esses dedinhos se quiser se livrar da acne inflamatória. Além disso, apertá-las pode propagar a infecção e gerar riscos de cicatrizes.

Siga as dicas que comentamos antes: faça compressas quentes, redobre os cuidados com a derme e use produtos faciais antiacne. Caso a inflamação continue, busque ajuda médica, em alguns casos, é necessária a ingestão de remédios orais para tratar as lesões.

Como evitar ter espinhas no rosto e no corpo?

A forma mais eficiente de evitar as espinhas é com uma rotina de cuidados com a pele — e sim, o skincare vale para rosto e corpo. Dessa forma, você fornecerá todos os ingredientes que a derme precisa para ficar radiante. Além disso, manter uma rotina de hábitos saudáveis ajuda e muito, portanto, faça exercícios regularmente e preze por manter uma alimentação balanceada.

mulher aplicando produto para acne no rosto

Chegamos ao fim deste post sobre espinha inflamada, por aqui, você descobriu o que é, como tratar e evitar a acne interna. Aproveite para conhecer as melhores combinações de ativos de skincare para cada tipo de pele. Nos vemos no próximo conteúdo, até lá!

compartilhe