blog

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors
post
experts

blog

Logo oceane
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors
post
experts
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors
post
experts

Porque incluir alimentos orgânicos na rotina?

Aprenda com a nutricionista Flávia Rodrigues qual é a importância dos alimentos orgânicos na sua alimentação e veja como adicioná-los.

Flávia Rodrigues

28/02/2024

4 min de leitura

Flávia Rodrigues

4 min de leitura

Você provavelmente já viu setores no mercado com alguns alimentos com o selo de ‘’orgânico’’, mas você sabe a diferença dele para um alimento ‘’convêncional”?

Os alimentos orgânicos são produzidos sem o uso de pesticidas, herbicidas, fertilizantes sintéticos ou organismos geneticamente modificados (OGMs). Na prática os agricultores orgânicos utilizam métodos naturais de cultivo, como a compostagem, rotação de culturas, controle biológico de pragas e adubação orgânica.

Isso resulta em alimentos livres de resíduos químicos. Essa prática também é importante para o nosso meio ambiente, pois promove a saúde do solo e a biodiversidade.

Alimentos orgânicos são mais saudáveis?

É comum criarmos uma associação de que alimentos com selo orgânico são melhores e mais saudáveis. De fato, principalmente quando falamos sobre alimentos in natura (frutas, verduras, legumes…) na forma livre de pesticidas, podem oferecer uma série de benefícios por conta do solo mais nutritivo.

Alguns estudos mostram que em alimentos livre de agrotóxicos vamos encontrar algumas diferenças nutricionais, como maior concentração de minerais como zinco e magnésio (que estão envolvidos em mais de 200 reações do nosso corpo), além de níveis mais elevados de antioxidantes.

Por conta desse processo, respeitar o tempo de maturação natural da própria planta, a sazonalidade e pela questão do solo mais rico como mencionei acima, esses alimentos costumam ser até mesmo mais saborosos.

Alimentos processados e orgânicos

Mas atenção, além do alimentos in natura e frescos, que encontramos na parte do hortifruti, também vamos ver no mercado produtos processados com o selo de orgânico (bolo, cookie, bolachas, cereal matinal…).

Nesse caso, os ingredientes presentes nesses produtos são orgânicos e não transgênicos, ou seja, são aqueles alimentos sem nenhuma modificação genética.

Essa informação é importante que vocês saibam, porque no caso desses produtos processados com selo de orgânico. Mesmo que não tenha a presença do agrotóxico, o consumo precisa ser moderado, pois podem apresentar farinhas refinadas e açúcares.

alimentos orgânicos

Influência no meio ambiente

É comum pensamos em agrotóxicos e associar o consumo com efeitos ruins para nossa saúde. Porém o excesso pode também implicar no meio ambiente, contaminando solo, água e afetando a biodiversidade.

O uso de pesticidas veio com o foco de trazer uma maior escala na produção e estabilidade na colheita reduzindo um número de perda.

Impacto dos agrotóxicos na nossa saúde

Estudos científicos têm demonstrado que a exposição crônica a essas substâncias está associada a uma série de problemas de saúde, como:

  • Distúrbios hormonais;
  • Danos ao sistema nervoso;
  • Aumento do risco de câncer;
  • Desregulação do sistema imunológico;
  • Impactos negativos na saúde reprodutiva.

Além disso, crianças, gestantes e lactantes são grupos especialmente vulneráveis aos efeitos nocivos dos agrotóxicos.

Porém sabemos que ainda hoje o acesso a uma alimentação 100% orgânica pode ser limitada seja pela disponibilidade e até mesmo preço não muito acessível a todos, mas, existem algumas estratégias para redução dessa exposição.

Existem alguns alimentos que apresentam um carga maior de pesticidas por conta do seu processo produtivo

Os alimentos que frequentemente apresentam maior teor de resíduos de agrotóxicos são aqueles que costumam ser cultivados de forma intensiva e são mais suscetíveis à contaminação. Alguns exemplos incluem:

  • Morangos;
  • Maçãs;
  • Pimentões;
  • Uvas;
  • Tomates;
  • Pepinos;
  • Espinafre;
  • Alfaces;
  • Batatas;
  • Cenouras.

Desses alimentos mencionados acima, você não precisa retirar da sua alimentação, mas busque trazer uma maior variedade incluindo outros alimentos na sua rotina.

Priorize o consumo desses alimentos quando estiverem na safra (essa informação é possível encontrar no site do Ceagesp.

E agora, preciso comer só orgânicos?

Existem formas de minimizar esse impacto, sem deixar de comer esses alimentos que são muito importantes para nossa saúde por ser nossa principal fonte de fibras, vitaminas, minerais e antioxidantes.

Eu vou trazer aqui para vocês algo que eu converso muito com os meus pacientes: acredito que existem formas onde podemos minimizar o impacto dos pesticidas, mesmo em um cenário onde possa ser mais desafiador ter uma alimentação 100% orgânica.

Vou compartilhar com vocês algumas estratégias para reduzir o estimulo de agrotóxicos:

  • Alimentos da safra: prefira os alimentos que estejam na safra, que sejam da época, além desses alimentos serem mais nutritivos, vão ser mais saborosos, podendo apresentar um teor menor de agrotóxicos.
  • Inclua orgânicos na rotina: sempre que possível, inclua o que conseguir desses alimentos, já uma forma e minimizar esse impacto, mesmo que não consiga incluir 100%.
  • Retire as cascas de alimentos ricos em agrotóxicos: a maior parte dos agrotóxicos ficam acumulados na casca dos alimentos que apresentar uma carga maior desses pesticidas, principalmente se o consumo for fora da época, evite consumir as cascas.
  • Prefira alimentos de produtores locais e pequenos agricultores: que geralmente utilizam menos agrotóxicos em suas plantações.
  • Monte uma hortinha: mesmo em espaços pequenos, é possível cultivar ervas, temperos e vegetais frescos de forma sustentável.
  • Higienize bem os alimentos: ao higienizar os vegetais e frutas, além do Hipoclorito de sódio, inclua 1 colher de sopa de bicarbonato de sódio.

Essas pequenas estratégias, já podem ajudar na redução da exposição desses compostos em excessos!

Esse tema é importante para que possamos repensar alguns hábitos e realizar pequenas escolhas diárias, trazendo mais saúde para nós e para o meio ambiente.

Espero que tenha gostado da leitura, até a próxima! Gostou desse post? Confira aqui mais artigos para melhorar sua qualidade de vida! 

 

 

compartilhe